terça-feira, 3 de novembro de 2009

Rave ??


Não entendo uma parte dessas pessoas, porque tipo, a algum tempo atrás era moda falar mal dos "israeli" mas o efeito na pista ninguem negava, DJ tinha que vestir o casaco da pseudo-humildade e se dizer 'um pouco' xacoteiro por ter colocado essa ou akela track 'israeli' no seu set, mas todos sabem, funcionava que era uma beleza, mas não satisfeitos, resolveram abaixar o bpm, e dizendo agora que fullon não pega nada, cambada de frito, som pra pastilhado, negócio é progressive trance... ok,tudo bem, é realmente mt bom e tem seus méritos, se encaixa perfeitamente em diversos momentos dentro "daquele contexto" que agente sabe qual é, mas o que essa galera não para é de falar mal, vestir uma camisa como se fosse a bandeira do seu país e achar que o que é bom é o que está no 'hype' do momento, fullon não presta... pois bem, como não podia deixar de ser, a galera "nômade dos estilos" começa a não se identificar ainda mais com o trance e me vem com o prog-house, electro e afins ... tá bom tá bom, tem seus méritos e suas situações, mas calma ai, o contexto já mudou completamente... e essa galera não percebeu que não faz mais parte daquilo que deu origem, e pior... consegue vir com a moda do minimal!!! A moda agora era ouvir minimal, minimal prog, minimal tech e derivados...
mas e ai galera, qual será o próximo passo de vocês, ohh grandes levantadores de bandeira e sábios do eletronico, do minimal pra onde?? Daki a pouco a festa é do Silêncio ...

Reparem bem, como é proporcional o lugar onde se originou tudo, céu aberto, com grama nos pés, espaços grandes, arborizados e bonitos, e nossos amigos nômades pra onde foram?
Começaram com os galpões, suas festas indoor, mega casas de show, teto, boates, clubes, suas caixinhas de fazer maluco, pois bem, se assim vocês preferiram, se o underground
é isso aí, me desculpe, aliás... meus pesames =D
Enquanto isso o velho e bom psy, ou fullon mesmo como preferir, tá lá firme e forte, mais ou menos do jeito que estava e mais ou menos como vai ser daqui pra frente, com seus 'dinossauros', os 'perdidos', os 'roots', os 'paraquedistas' (em maior ou menor nº dependendo do evento)... mas como já disse Darwin: só os adaptados, os que evoluem, permanecem bem ali aonde estavam, obviamente não da mesma forma, senão não seria o resultado de adaptações e evoluções, deixemos que a rotação fique por conta dos paraquedistas, modistas, nômades.... e pros que migraram pra longe, boa sorte na sua jornada em busca de sei lá o que, pode até ser silêncio, mas não vem me dizer que a sua bandeira é melhor que a minha... quem esquece de onde veio, de suas raizes e origem, se perdeu na historia e perdeu a si mesmo. Seja grato pelo que te tornou o que tu é hoje. A repetição é proposital, buscamos o transe coletivo, o mantra circular, os elementos existem não é atoa, quem já sentiu na pele e esqueceu, não estava preparado realmente ou não reconheceu apropriadamente...

- por Slim -

/me on m_theory-wierd_sick_and_twisted_(rmx)

2 comentários:

Anônimo disse...

quer saber, então toca logo drum n bass na parada!!! só falta o db porra!!! abrá cK

Helo disse...

Q saudades de levantar pueira!!! Bater pé!!!!!