segunda-feira, 1 de março de 2010

Gaia

Os seus beijos são cometas
Rasgando meus sonhos vazios
Diluindo horas mal planejadas
Em doses de cotidiano tardios

Quem sabe assim eu decore,
Os disfarces de meus egoísmos
Trocando segredos repetidos
Por paixões mais sinceras

Talvez eu até entenda,
Sem razões ou partidas
Seus abraços inteiros
Desmascarando os atos
E a mansidão desta vida

Viveria sem promessas
Sem prazos, signos ou trincheiras
Me perderia em seus laços
Coexistindo em novas maneiras.
(P.M. aka Soundcell)

/me on men at work - touching the untouchables

Um comentário:

Cleber disse...

a face da mãe natureza!muito bonita essa foto!!